Representante fiscal em Portugal: 7 pontos a considerar

O representante fiscal em Portugal é uma pessoa que atua como intermediária entre um contribuinte e a Autoridade Tributária (AT). O seu papel é garantir o cumprimento das obrigações fiscais por parte do contribuinte, colaborando no cumprimento das normas e regulamentos tributários.

 

O representante fiscal é especialmente necessário para os contribuintes que residem no exterior, ou que possuam domicílio fiscal noutro país, ajudando a assegurar que estão em conformidade com as leis fiscais portuguesas.

No contexto da designação de um representante fiscal em Portugal, é importante considerar os seguintes pontos:

  1. Qualificação do representante fiscal: Qualquer pessoa, singular ou coletiva, com residência em território nacional, pode ser nomeada como representante fiscal.

  1. Função do representante fiscal: O representante fiscal é responsável por garantir o cumprimento das obrigações fiscais do representado, de acordo com a legislação tributária aplicável. As suas responsabilidades incluem receber taxas e impostos, informar sobre as obrigações e prazos fiscais, cumprir obrigações declarativas e outras tarefas relacionadas.

  1. Papel do advogado: Um advogado especializado em direito tributário pode atuar como representante fiscal, fornecendo orientação legal, interpretação da legislação fiscal, resolução de litígios e aconselhamento em procedimentos administrativos ou judiciais nessa área. É aconselhável procurar a orientação de um advogado especializado em direito tributário para garantir o cumprimento adequado das obrigações fiscais.

  1. Procedimento de nomeação: Para nomear um advogado como representante fiscal, é necessário agendar uma consulta com um advogado especializado em direito tributário para discutir a situação específica. Em seguida, é preciso fornecer uma autorização por escrito na forma de uma procuração, concedendo ao advogado o poder de agir em seu nome perante as autoridades fiscais portuguesas.

  1. Documentos necessários: O advogado pode solicitar documentos como uma cópia do passaporte ou outro documento de identificação, comprovativo de residência e informações sobre a sua situação fiscal. É importante fornecer todas as informações e documentos necessários conforme solicitado.

  1. Procedimento de nomeação online: Caso não seja possível comparecer pessoalmente numa unidade das Finanças para nomear o representante fiscal, um advogado pode realizar o pedido do Número de Identificação Fiscal (NIF) e a nomeação à distância, através da Procuração, utilizando a Plataforma de Atendimento à Distância (PAD) para atos notariais online.

  1. Conclusão do processo: Uma vez que o processo esteja concluído, o advogado atuará como seu representante fiscal em Portugal, lidando com as obrigações fiscais em seu nome.

É importante lembrar que cada caso pode apresentar particularidades diferentes, e um advogado especializado poderá oferecer orientações específicas de acordo com a situação individual.

Resumindo, ao contratar um advogado para fazer o pedido do NIF em seu nome e atuar como seu representante fiscal, é essencial fornecer todas as informações necessárias e autorizá-lo formalmente a agir em seu nome. O advogado terá conhecimento dos procedimentos adequados para o pedido do NIF e poderá lidar com as formalidades legais e administrativas em seu nome.

Share