Saiba como preencher a declaração do IRS

Prepare o preenchimento do IRS para este ano. Apresentamos-lhe o guia para que submeta o IRS sem erros.

A declaração do Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares (IRS) é um documento que os contribuintes em Portugal devem submeter anualmente às autoridades fiscais. Este documento contém informações sobre os rendimentos obtidos pelo contribuinte ao longo do ano fiscal, bem como despesas dedutíveis, contribuições para a Segurança Social, entre outros detalhes relevantes para o cálculo do imposto devido ou do reembolso a receber.

A declaração do IRS permite às autoridades fiscais calcular o imposto devido pelo contribuinte com base na sua situação financeira e familiar. Além disso, a declaração do IRS também pode incluir outras informações relevantes, como a composição do agregado familiar, despesas de saúde, educação, habitação, entre outras, que podem influenciar o montante final do imposto a pagar ou a receber. É importante preencher a declaração corretamente e cumprir os prazos estabelecidos para evitar ser penalizado.

Apresentamos-lhe o guia para preencher e submeter a declaração anual do IRS sem erros.

  1. Em primeiro lugar é necessário aceder ao Portal das Finanças: Atualmente, a entrega do IRS é exclusivamente online, então é fundamental ter em mãos suas credenciais de acesso (NIF e senha) para entrar no portal. Se é um novo usuário, será necessário fazer o registro e aguardar o recebimento da senha na sua residência. Aceda ao Portal das Finanças aqui.
  2. Confirme os valores e reclamação das fatura: O prazo para a submissão de faturas no portal das Finanças referentes ao anos anterior já passou. Até 15 de março, a Autoridade Tributária Aduaneira (AT) disponibiliza os valores das deduções à coleta, provenientes das despesas comprovadas por fatura e outros documentos. É importante conferir esses valores e, se necessário, apresentar reclamações até 31 de março.
  3. Preenchimento da declaração: Para preencher a declaração de IRS do ano transato, basta aceder a opção “Cidadãos” no Portal das Finanças, onde pode optar entre a declaração tradicional ou o IRS automático. Este último pode tornar o processo mais simples, pois a declaração vem pré-preenchida, sendo necessário apenas confirmar os dados.
  4. Validação e entrega do IRS: Após o preenchimento e confirmação dos dados, no caso do IRS automático, é necessário validar a declaração e fazer uma simulação para confirmar o valor a pagar ou a receber. Feito isso, basta submeter a declaração e guardar o comprovativo do envio.
  5. Obtenção do comprovativo: Dois dias após a submissão, é recomendável verificar o status da declaração para garantir que foi enviada corretamente. Caso haja alguma irregularidade, é possível corrigi-la selecionando a opção “IRS – Corrigir”. Quando estiver “Aprovado”, é importante obter o comprovativo de envio no próprio Portal das Finanças.

Não deixe para a última hora a entrega da declaração de IRS, pois os últimos dias do prazo costumam ter maior movimento no portal, o que pode dificultar o processo. Saiba as datas importantes e prepare-se para as várias etapas da submissão anual do IRS.

Share